JOÃO CARLOS MARTINS E BACHIANA SESI-SP REALIZAM CONCERTO GRATUITO NO TEATRO GAZETA

Concerto com patrocínio da Cemig, viabilizado pela Lei de Incentivo à Cultura do Ministério do Turismo, conta ainda com os convidados especiais Anna Akisue e Johnny França

As festas de fim de ano se aproximam e o Maestro João Carlos Martins & Bachiana Filarmônica SESI-SP ocupam o Teatro Gazeta em um concerto gratuito para comemorar o Natal e trazer esperança por um novo ano feliz e próspero. O espetáculo é uma realização da Fundação Bachiana, com patrocínio da Cemig, viabilizado através da Lei de Incentivo à Cultura do Ministério do Turismo.
O repertório começa com Michael Praetorius – um dos compositores alemães mais versáteis do século 16, com sua obra baseada nos hinos protestantes – e sua dança renascentista Bransle de la Torche, uma de suas mais de 300 danças instrumentais.
Na sequência, Ave Maria, composição de 1859 do francês Charles Gounod que tem como base o Prelúdio nº 1 Em Dó Maior, do primeiro livro de O Cravo Bem Temperado, composto 137 anos antes por Johann Sebastian Bach, o compositor da próxima obra apresentada nesta noite, Jesus Alegria dos Homens, coral final da cantata Herz und Mund und Tat und Leben (Coração e Boca e Ações e Vida, em tradução livre).
O solista Johnny França é o convidado para uma das peças mais conhecidas do compositor e crítico musical francês Adolphe Adam – autor de óperas e balés, como Giselle (1841) –, a canção de Natal atemporal O Holy Night, e também para a representativa canção para a comunidade afro-americana, eternizada na Broadway centenas de anos depois de seu lançamento, em 1779, Amazing Grace – um retrato da história de seu compositor John Newton, traficante de escravos que se tornou pastor anglicano e responsável por muitos outros lindos hinos.
Após a performance da Bachiana Filarmônica SESI-SP na suíte O Quebra Nozes, de Piotr Ilitch Tchaikovski, Martins chama ao palco Anna Akisue para cantar duas emblemáticas canções: White Christmas, de Irving Berlin, gravada originalmente por Bing Crosby e, segundo o Guinness Book, o single mais vendido de todos os tempos; e Hallelujah, uma das obras musicais mais representativas do século XX sobre fé e espiritualidade, de autoria do canadense Leonard Cohen.
A Bachiana executa a Noite Feliz, poema do padre Joseph Mohr musicado por Franz Gruber no Natal de 1816 que, traduzida para mais de 300 idiomas, foi incluída em 2011 na lista de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade da Unesco, preparando o público para o dueto de Anna Akisue e Johnny França em The Prayer, canção de David Foster, Carole Bayer Sager, Alberto Testa e Tony Renis, parte da trilha sonora do longa A Espada Mágica – A Lenda de Camelot, premiada com o Golden Globe de Melhor Canção Original.
Para terminar esta noite especial, um medley de canções populares de Natal seguido por Jingle Bell Rock, de Joe Beal e Jim Boothe, lançada em 1957 em single do cantor Bobby Helms.

Ministério do Turismo e Cemig

Apresentam

MAESTRO JOÃO CARLOS MARTINS E BACHIANA FILARMÔNICA SESI-SP

Regência: João Carlos Martins

Solistas: Anna Akisue e Johnny França

Teatro Gazeta – 30/11, às 20h

PROGRAMA

Bransle de la Torche
Michael Praetorius

Ave Maria
Charles Gounod / Johann Sebastian Bach

O Holy Night
Adolphe Adam
Solista: Johnny França

Amazing Grace
John Newton
Solista: Johnny França

O Quebra Nozes
Piotr Ilitch Tchaikovski

White Christmas
Irving Berlin
Solista: Anna Akisue

Hallelujah
Leonard Cohen
Solista: Anna Akisue

Noite Feliz
Franz Gruber / Joseph Mohr

The Prayer
David Foster / Carole Bayer Sager / Alberto Testa / Tony Renis
Solistas: Anna Akisue e Johnny França

Medley de canções de Natal

Jingle Bell Rock
Joe Beal e Jim Boothe

Teatro Gazeta
Av. Paulista, 900 – São Paulo – SP
Duração: aprox. 80 minutos
Classificação etária: Livre – Menores de 15 anos de idade deverão estar acompanhados dos pais ou responsáveis legais.
O concerto contará com acessibilidade, intérprete de libras e serviço de áudio descrição.

INGRESSOS GRATUITOS
Bilheteria do Teatro: de terça-feira a domingo, das 14h até o início do último espetáculo
Ingressos para pessoas com deficiência (PCD) disponíveis na bilheteria do teatro. As apresentações contarão com intérprete de libras e audiodescrição.

O Teatro Gazeta segue todos os protocolos instituídos pelo Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde: capacidade reduzida, distanciamento entre os assentos e uso de máscara durante a permanência no teatro.